Quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

 

Na capa de Campo Santo de W.G. Sebald lê-se, numa referência ao Sunday Times, ser este um título «indispensável à compreensão da obra» deste autor tardio. A leitura deste livro não só confirma esta expectativa, como nos induz no desejo de voltar a títulos anteriores a este, só na ordem de publicação: Emigrantes, Anéis de Saturno, História Natural da Destruição ou Austerlitz. Nesta leitura, reconhecemos as linhas orientadoras do autor: o trauma duma Alemanha pós-guerra que procurou o esquecimento colectivo; a presença dos mortos, no esforço de memória dos vivos; a busca da identidade diluída, pela experiência da emigração e do afastamento e, ainda, o rememorar inesperado de vivências antigas que conduzem o indivíduo ao abismo.

Reconhecemos sobretudo a ideia da vida como um itinerário de solidão. Nos trilhos da memória, somos conduzidos às cidades alemãs devastadas; às paisagens campestres e industriais do noroeste de Inglaterra; aos glaciares e montes suíços; à Córsega; a uma pintura numa sala de um museu ou mesmo a uma árvore imponente, numa floresta milenar. O evocar da memória é uma constante deste autor  que, em determinado ponto, nos recorda que a «literatura pode corrigir as injustiças do mundo.»

 


tags:

publicado por Mnemosine às 14:09 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30


posts recentes

Booklovers

Versos, versos, versos,

Fernando Pessoa - Como a ...

Poema à boca fechada

Prelúdio de Natal

Íntima distância

Alma

Dom Mario Vargas Llosa

Jorge Luís Borges: Alguém...

Nona hora

links
arquivos

Abril 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds